COMPARTILHAR

Jogador de poker por hobby, o cearense Bruno Foster é o primeiro brasileiro a chegar à decisão do Main Event da WSOP (World Series of Poker), o principal torneio de poker do mundo, que encerrou seu sétimo dia na madrugada desta terça-feira (15), em Las Vegas.

Com nove jogadores restantes, o torneio será decidido na mesa final "November Nine", no final de 2014.

Com 12.125.000 fichas (ou 30 blinds, a proporção das apostas no poker), Foster retoma o jogo no cassino Rio All-Suite ao lado do holandês Jorryt van Hoof (1º, com 38.375.000), do norueguês Felix Stephensen (2º, com 32.775.000), do norte-americano Mark Newhouse (3º, 26.000.000), do espanhol Andoni Larrabe (4º, com 22.550.000), dos norte-americanos Dan Sindelar (5º, com 21.200.000), William (6º, com 17.500.000) e William Tonking (15.050.000) e do sueco Martin Jacobson (8º, com 14.900.000).

O primeiro jogador que deixar o torneio na final leva um prêmio de US$ 730.725, reservado ao 9º colocado.

De acordo com a WSOP, o vencedor leva US$ 10 milhões e um bracelete de US$ 500 mil.

Dia 7, o Dia D

Nesta terça-feira, Foster começou o dia em 6º dos 27 jogadores. Ainda no segundo nível de blinds do dia, ele conseguiu subir para a 2ª posição depois de disputar diversas mãos com o sueco Martin Jacobson – que perambulou entre a 1ª e 5ª colocação boa parte do dia.

Na última mão antes do dinner break, Foster levantou a torcida brasileira que domina o salão Amazon do cassino Rio All-Suite quando deu raise de 450 mil do cut off. Felix Stephensen, do small, 3betou para 1.125.000 e o brasileiro devolveu com 4bet de 2.380.000. Felix 5betou para 3.635.000 fichas e tomou um 6bet. Cinco minutos depois, Felix foldou a mão.

Logo após o intervalo, o cearense reassumiu a liderança que havia conquistado no Dia 5 do torneio, mas acabou perdendo um pote monstro de quase 5 milhões de fichas para Mark Newhouse.

Com a fatiada, Foster caiu para 5º colocado.

A partir daí, os dois deram um show à parte em uma rivalidade que dividiu a plateia do Main Event. A esta altura, o Brasil já tinha uma nova marca na WSOP. Com 14 jogadores no game, Foster tinha se tornado o brasileiro que chegou mais longe no torneio. Anteriormente, no ano passado, Bruno Kawauti havia levado o País até a 15ª colocação.

Depois de se recuperar puxando um pote monstro do próprio Newhouse, Foster se envolveu em outro pote com o norte-americano e perdeu depois de quase dez minutos estudando uma overbet no river. Em MP, o gringo deu raise de 600 mil fichas e Foster do cut off deu call.

Depois do flop 825, Newhouse cbetou 750 mil e o brasileiro deu call. Jack no turn. Newhouse betou 1.750.000 e Foster deu call. Às no river, e Newhouse betou 4 milhões. Ao ver a trinca de 2, Foster deu muck.

Hora H, hora da bolha

A rivalidade foi interrompida na hora da bolha. No 34º nível de blinds, a 150 mil/300 mil com ante 50 mil, Luis Velador deixou a disputa com um consolo de US$ 565.193. Foi necessária cerca de uma hora até que, pouco depois de se envolver em um all in contra Andoni Larrabe, Velador ficasse short stack e apostasse todas suas fichas em um par de 4 diante de um par de 5 de Newhouse.

Com uma entrada de US$ 10 mil, o Main Event 2014 teve início no dia 5 de julho com 6.683 participantes – o maior número desde 2010. Divididas em sete dias, as mais de 72 horas de apostas chegaram a contar com cerca de 80 brasileiros. Destes, até o Dia 4, nove ainda jogavam: Eduardo Garla, Hilton Laborda, Maridu, Ariel Bahia, Antonio Luft, Edu Sequela, Nando Brito, Thiago Decano, e, claro, Bruno Foster.

Somente Garla e Foster sobreviveram `a hora da bolha, momento em que cai o último jogador que não recebe premiação. Garla chegou até a 32ª posição

Fostera

Bruno Foster, agora conhecido no poker como Fostera, faturou na WSOP deste ano assim que desceu do avião. Há 25 dias, ele era o primeiro jogador do Brasil a chegar a um último dia de torneio na série 2014. Em um Texas Hold'em de US$ 3 mil de entrada (Evento 39), ele encarou um field de 992 jogadores que disputavam uma premiação total de US$ 2.708.160. 

Após a conquista da mesa final, Fostera foi citado diversas vezes no Twitter por meio da tag #vamofostera, além das mensagens de apoio.

O presidente da CBTH (Confederação Brasileira de Texas Hold'em), também comentou a conquista do jogador. "O longo prazo finalmente chegou pro poker brasileiro".

Outros nomes de peso do poker verde-amarelo também deixaram sua mensagem de apoio, como Leo Todasso, Caio Hey, André Akkari e Leo Bello.
 

DÊ CALL NO SUPERPOKER!

Turbine seu jogo, receba conteúdos exclusivos,
análise de mãos, chamadas para aulas ao vivo e promoções gratuitas.